Você sabe como escolher a escola do seu filho? Veja 7 dicas

As crianças e os adolescentes passam muito tempo na escola, de modo que é essencial encontrar uma instituição que satisfaça as necessidades dos pais ao mesmo tempo em que mantém o estudante interessado no ambiente escolar e no conteúdo das aulas.

Para ajudar você a simplificar essa tarefa, listamos neste artigo os sete principais aspectos que devem ser levados em consideração e como escolher a escola do filho sem medo de errar.

1. Conheça a história e os valores da instituição de ensino para descobrir como escolher a escola do seu filho

Uma ótima maneira de começar a escolher a escola do filho é pesquisar sobre a origem e a trajetória das instituições de ensino em que vocês têm interesse. Pessoas com estilo de vida mais descontraído dificilmente ficarão satisfeitas com escolas e colégios tradicionais, que prezam por costumes e valores com os quais a família não se identifica.

2. Procure conhecer a opinião dos outros pais de alunos

Ao considerar a possibilidade de matricular seu filho em determinada escola, procure conhecer a opinião dos pais de alunos dessa instituição, através de conversas pessoais ou busca por avaliações e depoimentos na internet.

3. Verifique a distância e o trajeto diário

Outros fatores de suma importância a serem considerados são: a distância que seu filho irá percorrer para ir e voltar da escola todos os dias, além do trajeto que ela precisará percorrer diariamente.

Pode acontecer, por exemplo, de a escola localizar-se a poucos quilômetros de casa, mas o caminho que liga os dois pontos ser demasiadamente engarrafado, de modo que vale a pena procurar outra localização.

O tempo destinado a percorrer os trajetos diários pode influenciar muito a qualidade de vida e disposição da criança, podendo torná-la mais ou menos entusiasmada com os estudos. Uma escola renomada, mas que está localizada do outro lado da cidade, demandando horas no percurso diário, pode não valer a pena.

4. Confira o quesito segurança

Todos os fatores ligados à segurança do seu filho devem ser considerados, como a estrutura e conservação das instalações da escola, a qualidade do trânsito, o transporte, o percurso que a criança deve fazer a pé, entre outros fatores.

5. Saiba quais são as ferramentas de ensino usadas

As ferramentas e os métodos de ensino devem ser pesquisados e avaliados, sendo importante certificar-se quanto à atualidade e qualidade do conteúdo que será passado para seu filho dentro da sala de aula.

6. Pesquise o preço da mensalidade e do transporte

Aspectos financeiros precisam ser levados em consideração, uma vez que os gastos com a educação dos filhos comprometem boa parte do orçamento das famílias brasileiras. Além do mais, existe a questão de como o deslocamento será feito: transporte escolar, carro particular, ônibus, mototáxi, Uber etc.

7. Entenda a motivação da criança

De nada adianta todo esse planejamento se a escola não agradar ao principal interessado: o estudante. A opinião dele deve ser o principal termômetro na hora de escolher a melhor escola para seu filho.

Lembre-se, portanto, de garantir que ele faça parte de todas as etapas do processo de escolha da instituição de ensino mais adequada para vocês. Faça-o entender os fatores que levam você a acreditar que tal escola consiste em uma boa opção e esteja aberta para escutar os argumentos do seu filhote.

O que achou deste post? Compartilhe conosco sua opinião e experiência através de um comentário.