Sono infantil: qual é o melhor momento para trocar o berço pela cama?

A hora de dormir é sagrada em sua casa. Principalmente porque esse é o momento em que você aproveita o tempo livre e dedica 100% da sua atenção ao bebê. Mas, nos últimos tempos, uma coisa tem te deixado apreensiva: o seu bebê está cada dia maior e mais esperto… será que já é hora de trocar o berço pela cama?

Esse é um dilema que atinge a maioria das mães. Elas ficam receosas com a possibilidade do bebê, que está cada dia mais ágil, saltar do berço quando acordar ou ainda se sentir incomodado devido ao espaço limitado. Para te ajudar nisso, hoje daremos algumas dicas sobre como e quando trocar o berço pela cama.

Não existem regras para definir quando trocar o berço pela cama

Não há um período determinado para que essa mudança ocorra. No geral, os bebês costumam passar por essa transição entre os 2 e os 3 anos. Entretanto, cada situação deve ser avaliada individualmente. Se o seu bebê ainda está confortável no berço e não há um irmãozinho a caminho, que usufruirá do espaço, deixe-o por mais tempo. A qualidade do sono infantil é importante para o desenvolvimento da criança, por isso, evite desgastes desnecessários. Muitas vezes, o bebê pode se sentir desprotegido e estranhar o novo dormitório. Avalie a real necessidade de realizar a troca.

É importante preparar a casa para a troca do berço pela cama

Dormir em uma cama significa mais autonomia e independência para a criança. Ela conseguirá levantar-se sozinha e poderá perambular pela casa enquanto você não estiver olhando. Em vista disso, é fundamental adaptar a casa para esse novo momento do bebê e evitar transtornos. Se a casa tiver escadas, por exemplo, providencie grades protetoras. Mantenha as tomadas fechadas, coloque tela nas janelas, proteja quinas de móveis e limite o acesso aos outros cômodos. 

Mamãe, eu estou crescendo!

Faça desse momento um acontecimento importante. Demonstre todo o seu orgulho por ele começar a viver essa nova fase. Seu apoio fará com que ele se sinta pronto para essa transição. Envolva-o na escolha da cama, das roupas de cama e o incentive a contar para as pessoas sobre a mudança. Quando for retirar o berço, não deixe-o no quarto assistindo, para evitar o sentimento de perda. Esse é um momento que deve ser comemorado! Talvez o bebê demore um tempo até perceber que consegue sair da cama sozinho e é provável que, nesse período de adaptação, ainda te chame quando acordar. Tenha paciência e ajude-o a entender como esse é um grande passo. 

Como escolher a cama certa para o sono infantil?

Para facilitar o processo de adaptação, opte por uma cama menor, como as chamadas mini-camas ou camas júnior. Dessa forma, a criança não estranhará tanto o excesso de espaço. Tome algumas precauções em relação ao material da cama. Por exemplo, verifique se a tinta usada na pintura é atóxica e se não há nenhuma aresta pontiaguda nas laterais que possam machucar o seu filho. Dê preferência para os modelos que possuem grades laterais, para evitar que a criança role e caia no chão enquanto dorme. Escolha uma cama baixa, para facilitar que o bebê saia dela sozinho. Há também a opção de colocar apenas um colchão no chão. Algumas famílias, adeptas ao modelo montessoriano, já usam esse formato desde o nascimento. 

Gostou das dicas sobre quando trocar o berço pela cama? Tem outras sugestões sobre como facilitar esse processo e melhorar o sono infantil? Conte para a gente nos comentários! 

Deixe um comentário

Os campos marcados com "*" são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado no comentário. Agradecemos sua contribuição!"